Se você tem um bebê ou mesmo uma criança com que convive diariamente, isso pode ser uma grande preocupação. Será que a chupeta ajuda ou é prejudicial? 

Fique tranquilo, estamos aqui para te ajudar! 

Separamos dicas incríveis para você entender melhor se a chupeta deve ser ou não usada em cada caso, inclusive o que os especialistas falam sobre isso. 

Vamos às dicas? 

Mas afinal, chupeta faz mal ou não? 

Não, ela não faz mal se for utilizada corretamente, mas há vários fatores determinantes que podem sim torná-la prejudicial para o desenvolvimento dos dentes do bebê.  

Por isso trouxemos algumas dicas que irão te orientar melhor a como usar a chupeta do modo certo, para que ela não traga nenhum tipo de malefício para o seu filho, mas sim se torne uma poderosa aliada.  

Isso porque há poucas coisas que ajudam tanto a acalmar o bebê como a chupeta, principalmente quando eles precisam dormir ou estão com alguma dor, como cólica, e outras.  

Desse modo, o melhor é aprender o que você pode ou não fazer com ela, e assim você e seu bebê terão maior tranquilidade no dia a dia.  

Como utilizar a chupeta corretamente?

1) Não dê o tempo todo 

Tudo em excesso faz mal, e para as chupetas não é diferente.  

Não há nenhum prejuízo em usá-la em algumas situações, como para acalmar o bebê, ajudá-lo a dormir e outras coisas. 

Porém quando os pais percebem o grande potencial que ela tem para tranquilizar o bebê costumam viciar as crianças, deixando-as usar a chupeta sempre que começarem a chorar, ou estiverem de mal humor.  

Não faça isso, pois desse modo irá também viciar a criança a usar a chupeta, e vai ser muito difícil de tirá-la quando ela crescer.  

Você deve utilizá-la sabiamente, nos momentos mais adequados, como para dormir, e situações similares.  

Claro que pode usar ela quando precisar, apenas não faça isso o tempo todo, se a chupeta for usada um período todos os dias não tem problema, só não pode ser o dia inteiro ou algo assim, não porque fará mal ao desenvolvimento dos dentes, e sim porque a criança não vai querer parar de usar. 

Por isso, preste atenção nesses detalhes conforme seu bebê for crescendo, geralmente até de 6-8 meses eles ainda não ficam tão dependentes dela. 

2) Pare de utilizar assim que a criança atingir no máximo 3 anos 

Essa é a recomendação dos médicos e especialistas, que você tire completamente a chupeta da rotina do seu filho até que ele tenha no máximo 3 anos de idade.  

Isso porque caso ela seja utilizada após esse prazo, aí sim pode ser muito prejudicial para o desenvolvimento da arcada dentária da criança.  

Alguns ainda recomendam que você comece a desacostumar aos poucos seu filho a utilizá-la a partir dos 2 anos, assim a adaptação será mais fácil, e com certeza ele já não precisará mais dela ao atingir os 3 anos. 

Há diversas dicas de como fazer isso de uma maneira mais simples e obter um resultado consistente, como por exemplo oferecer pequenas recompensas para quando ele não quiser mais utilizar a chupeta, e outras.  

3) Adquira uma chupeta boa e sempre faça a higienização  

A qualidade delas é algo muito importante, pois atualmente há diversas opções, como chupetas com silicone médico, com textura suave, macia e aveludada. 

Além disso, muitas delas são livres de BPA (material prejudicial ao bebê), são flexíveis e devido ao silicone não possuem cheiro nem gosto. 

Há também, modelos que tem um formato e textura do bico similares ao peito da mãe, e por isso causam maior tranquilidade e conforto para o bebê. 

Algumas das melhores marcas de chupeta que incluem todas essas qualidades, são a Philips Avent, MAM e Chicco. Você pode encontrar uma imensa variedade de produtos dessas marcas no nosso site da Boutique Baby, dê uma conferida depois!  

Outro ponto fundamental além de escolher uma de alta qualidade, é fazer a limpeza e higienização dela com certa frequência, para evitar que vírus, bactérias e outras doenças, que podem estar presentes no ambiente e nos alimentos.  

Para isso você pode limpá-la com água quente ou água e sabão, ou com os esterilizadores que removem 99,9% de qualquer microrganismo, como fungos e bactérias que pode estar presente nas chupetas e mamadeiras.  

E então, gostou das nossas dicas? 

Agora você sabe que as chupetas são sim uma opção segura para o seu filho e que com certeza vai te ajudar em diversas situações, basta ter alguns cuidados básicos.  

Caso tenha gostado do conteúdo desse artigo, acompanhe nossas publicações, sempre temos novidades e dicas que podem te ajudar muito na maternidade. 

No link a seguir você pode ver muitas opções de chupeta das melhores marcas, e que temos disponíveis na nossa loja, acesse <https://boutiquebaby.com.br/chupetas-e-prendedores/> e confira! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *